Um site deve representar adequadamente uma empresa.
Senão, ele será a última impressão que os visitantes terão dela.

1

Seja profissional

O site é o cartão de visitas da sua empresa e muitas vezes será a primeira impressão dos seus clientes. Ter um site amador passará uma imagem abaixo da real qualidade dos seus serviços.
2

Desconfie da "melhor" tecnologia

Existem inúmeras maneiras (Wordpress, Magento, Joomla, OpenCart, Wix e etc.) de se fazer um site. Desconfie se te oferecerem uma como sendo a melhor, pois, provavelmente, esta é a única tecnologia que dominam. A verdade é que não há a melhor tecnologia e sim a mais adequada às suas necessidades.
E a única maineira de descobrir qual é a mais adequada é analisando personalizadamente cada projeto.
3

Evite profissionais "tudo-em-um"

A criação de um site envolve conhecimentos em áreas distintas (rede, segurança, programação, design, diagramação e etc). O mais comum é que ao tentar dominar todas as áreas de conhecimento, a pessoa acaba não dominando nenhuma, e isso reflete na qualidade do seu site. Pode ser bonito, mas será lento e cheio de bugs. Pode ter uma boa programação, mas o design será amador.
4

Estabeleça etapas

Como a criação de um site envolve vários profissionais distintos, é bom que todo o trabalho seja feito com etapas pré-estabelecidas e organizadas. Isso ajudará a evitar que o projeto fique confuso.
5

Saiba o que você quer

Antes mesmo de começar o desenvolvimento do site, já busque o máximo de informações sobre o que você quer.
Não deixe pra definir como seu site será conforme é criado. Isso pode gerar retrabalho, custos extras, estouro dos prazos e muita dor de cabeça. Se possível, faça o Briefing do site com a ajuda de um bom Gerente de Projetos.
6

Menos é mais

Um site é uma obra de arte funcional. Não basta ser bonito, ele também deve ser prático para quem o acessa.
Evite sobrecarregá-lo com imagens ou conteúdos desnecessários. Na correria dos dias atuais, quanto mais sucinto, mais eficaz ele será.